10 Erros a se Evitar Quando se Fala sobre Santificação e Evangelho

Kevin DeYoung | March 4, 2015


Com um monte de livros e posts por aí sobre a lei e o evangelho, sobre a graça e o esforço, sobre as boas-novas disto e as más notícias daquilo, é claro que os cristãos ainda estão lutando com a doutrina da santificação progressiva. Podem os cristãos fazer algo verdadeiramente bom? Conseguimos agradar a Deus? Deveríamos tentar? Existe um lugar para o esforço na vida cristã? Deus pode estar desapontado com o cristão? Será que o evangelho faz exigências? Estas são boas perguntas que exigem uma boa dose de nuança e precisão para se responder bem.

Felizmente, não temos de reinventar a roda. As confissões reformadas e catecismos dos séculos 16 e 17 fornecem respostas para todas estas perguntas. Para aqueles de nós que concordam com as Três Formas de Unidade ou com os Padrões de Westminster, isto significa que temos o dever de afirmar, ensinar e defender o que é ensinado em nossos documentos confessionais. Para aqueles que estão fora destas tradições confessionais, ainda há muita sabedoria que vocês podem ganhar ao compreenderem o que os cristãos têm dito sobre estas questões ao longo dos séculos. E o mais importante, estas normas foram conscientemente fundamentadas em textos específicos das…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/article/10-erros-a-se-evitar-quando-se-fala-sobre-santificacaeo-e-evangelho.