A Virtude Cristã na “Era da Autenticidade”

Kevin DeYoung | November 8, 2016


A palavra não precisa ser irritante, mas geralmente é.

Abri meu dicionário Merriam-Webster enorme e vermelho, (sim, eu ainda tenho um destes dinossauros na minha mesa) e encontrei cinco definições para a palavra “autêntico.” Ela costumava significar (1) com autoridade, mas agora significa (2) algo digno de aceitação ou crença ou; reproduzido de acordo com os originais. Autêntico também pode significar (3) verdadeiro ou real, ou (4)refere-se a uma progressão de acordes musicais. É a quinta definição, no entanto, que se tornou padrão: “Fiel à sua própria personalidade, espírito ou caráter“.

Numa época na qual as pessoas desprezam a hipocrisia mais do que qualquer outro defeito e valorizam a transparência mais do que qualquer outra virtude, você pode ser o quão desagradável quiser, fracassar espetacularmente, pecar repetidamente, desde que você nunca finja ser melhor do que você realmente é. Não importa quais erros você fale, pense ou cometa, contanto que você seja fiel a si mesmo. Esta é a vida na “Era da Autenticidade”.

O que não é de todo ruim. Jesus não se tolheu ao repreender os hipócritas de sua época (Mt. 23). É bom dizer a verdade. É bom ser coerente. Em termos gerais, é bom também aprender…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/a-virtude-cristae-na-era-da-autenticidade.