Nosso Jesus Complementarista, Pró-Mulher

Kevin DeYoung | November 7, 2016


Muitas vezes ouvimos que aqueles que não afirmam o feminismo moderno são “anti-mulher”. Os cristãos não são exceção. Às vezes ficamos marcados com esse epíteto, e, uma vez que o rótulo pega, ou somos totalmente traidoras (no caso das mulheres) ou neandertais ignorantes (no caso dos homens). 

À luz dessa afirmação, é notável considerar como o autor e consumador da nossa fé, Jesus Cristo, interagiu com mulheres na sua própria época. Não estou exagerando quando digo que a abordagem de Jesus em relação às mulheres era nada menos que revolucionária. Afirmar a verdadeira complementaridade projetada por Deus tem, quase sempre, desafiado o status quo.

Um Ministério Revolucionário

Proveniente de um contexto cultural que minimizava a dignidade das mulheres e até mesmo as despersonalizava, Jesus afirmou corajosamente seu valor e se beneficiou alegremente de seu ministério vital. Ele realizou a prática incomum de falar livremente com as mulheres, e mesmo em público não era diferente (João 4:27; 8:10-11; Lucas 7:12-13). Ele também ministrou com frequência às necessidades das mulheres em sofrimento, como a sogra de Pedro (Marcos 1:30-31), a mulher encurvada por 18 anos (Lucas 13:10-17), a mulher com hemorragia (Mateus 9:20-22) e a mulher siro-fenícia (Marcos 7:24-30).

Jesus não só…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/nosso-jesus-complementarista-pro-mulher.