Ame a Pessoa Com Quem Você Está

Jeremy Pierre | June 20, 2017


Depois que C. S. Lewis perdeu sua esposa Helen para o câncer, ele se deu conta de que não tinha uma única foto boa dela. Talvez isso seja difícil de entender em nossa cultura de fotos de perfil em vários ângulos, mas ele não ficou chateado com isso. Na verdade, ele viu uma vantagem peculiar na falta de uma imagem de qualidade de sua esposa. Ele escreveu:

Quero H., não algo parecido com ela. Uma boa fotografia pode se tornar, no final, uma armadilha, um horror e um obstáculo.

Como poderia uma foto da mulher que ele amava se tornar uma armadilha? Na ausência da pessoa real, ele viu sua tendência em preencher a fotografia com sua própria fantasia. Na verdade, este foi um dos temas de destaque para Lewis em “A Anatomia de Uma Dor – Um Luto em Observação”. Ele estava apavorado com a possibilidade de transformar Helen em um fantasma de sua própria criação. Sua inclinação em desejar certos aspectos da personalidade de Helen mais do que outros, era particularmente alarmante. Claro que ele nunca iria produzir algo fictício sobre ela intencionalmente, mas, devaneou: “Será que essa condição não se tornará inevitavelmente mais e mais…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/ame-a-pessoa-com-quem-voce-esta.