As Marcas Essenciais de um Pregador

Jason K. Allen | March 31, 2016


“E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10.14). Com inquestionável lógica, o Apóstolo Paulo estabelece o elo humano indispensável para o cumprimento da Grande Comissão, a pregação do evangelho de Jesus Cristo. Ao fazê-lo, ele nos instruí no caminho do reino, que em cada geração, Deus está a chamar pregadores para servir Sua igreja.

A perene questão de Paulo é especialmente relevante para a igreja do século XXI. As igrejas evangélicas estão em meio a uma enorme transição geracional, com pastorados vagos e púlpitos vazios por todas as partes.

Púlpitos vagos não devem causar ansiedade. Cristo está a construir a sua igreja. Ele não espera por voluntários ministeriais; Ele soberanamente separa pastores para servir a sua Igreja e pregar o seu evangelho.

De qualquer das formas, a igreja deve chamar os que foram chamados, e todo homem de Deus qualificado deve considerar se Deus o está chamando para o ministério pastoral.

Como pode-se saber se Deus o está chamando para o ministério? Há quatro marcas essenciais.

Um desejo ardente

O principal indicador de um chamado para o ministério, é um desejo ardente para o trabalho. Em 1 Timóteo 3, Paulo começa a lista de qualificações para o ministério…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/as-marcas-essenciais-de-um-pregador.