Como Aprendi a Separar Carne dos Ossos na Tradição Carismática

Jason Cook | May 26, 2017


Deus me chamou para ser pastor enquanto estava sob o ministério de pregação de Creflo A. Dollar.

Fui criado na tradição carismática. Cristo me chamou para si mesmo numa igreja Word of Faith [Palavra de Fé] em Roebuck, Alabama, EUA. Lá fui apresentado a Jesus através do ministério de Gospel Bill, Donnie McClurkin, e interpretações de “O Campeão”, de Carman, por manipuladores de marionetes. Meu amor pelas Escrituras nasceu na igreja carismática. Meu amor pela igreja começou ali. No entanto, minha vida mudou na igreja carismática principalmente por causa da pregação do evangelho. 

As críticas à tradição carismática são inúmeras, muitas vezes feitas por pessoas que passaram pouco tempo dentro dela. Ao invés de se darem conta de que a fatia de crescimento mais rápida do cristianismo global pertence à tradição pentecostal, e em humildade, aprender com ela, prevalece a demonização persistente da igreja carismática. Creio que não devemos criticar aquilo que primeiro nāo compreendemos.

Primórdios na Rua Azusa

O movimento carismático surgiu dos avivamentos da rua Azusa de 1906 a 1915, liderado por William Seymour. Numa época em que havia segregação racial forte, a Rua Azusa ostentava multidões multi-étnicas e de múltiplas idades, tornando-se uma testemunha precoce do poder…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/como-aprendi-a-separar-carne-dos-ossos-na-tradicaeo-carismatica.