Considerações sobre Adoração e Cultura

John Piper | February 23, 2017


1. Há muito pouco no Novo Testamento sobre as formas, estilo e conteúdo da adoração coletiva. Seguir as formas do Antigo Testamento muito de perto contradiz a depreciação dos odres de vinho. Deus tinha a intenção de deixar essa questão sobre a forma, e estilo, e conteúdo sob o julgamento da nossa sabedoria espiritual — e não ao nosso capricho ou nossa tradição, mas a uma reflexão feita em oração, bem pensada, culturalmente alerta, auto-crítica, biblicamente saturada, centrada em Deus, que exalte a Cristo, impulsionada por uma paixão que seja preenchida com toda a plenitude de Deus. Suponho que isto será um processo contínuo, não um esforço isolado.

2. Uma maneira de descrever as diferenças em como as pessoas abordam a adoração é falar em termos de cultura erudita e cultura popular. Por “cultura” me refiro a um padrão de vida, incluindo pensamento, emoção, fala e atividade. Por “cultura erudita” tenho em mente o padrão de vida que coloca uma alta prioridade em expressões artísticas e intelectuais que exigem extraordinária capacidade de produzir e, muitas vezes, exigem esforços disciplinados para entender e apreciar. Por “cultura popular” tenho em mente o padrão de vida que coloca uma alta prioridade em expressões…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/consideracoes-sobre-adoracaeo-e-cultura.