O Que Faz ‘Só em Jesus’ Ser Aceito e Polêmico: Entrevista Com Keith Getty

Collin Hansen | February 17, 2017


Há algum tempo o hino moderno “In Christ Alone” [Só em Jesus] ganhou as manchetes por fazer referência à ira de Deus e à teologia da expiação em sua letra. Uma comissão de música sacra, juntamente com a Igreja Presbiteriana (nos EUA), pretendia adicionar a música em seu novo hinário, “Glory to God” [Glória a Deus], lançado em 2013. Mas para isso, a comissão havia pedido permissão aos autores da canção, Stuart Townend e Keith Getty, para imprimir uma versão alterada da letra do hino, mudando “E lá na cruz o próprio Deus, a Sua ira satisfez” por “E lá na cruz o próprio Deus, o Seu amor manifestou”. Os compositores rejeitaram a alteração proposta e, como resultado, a comissão de música sacra vetou a impressão do hino.


“A música foi removida de nossa lista com profundo pesar, pois perde-se esse outro apelo, comovente e poderoso”, disse a presidente da comissão, Mary Louise Bringle ao The Christian Century. A “visão de que a cruz é principalmente sobre a necessidade de Deus amenizar Sua ira” teria um efeito negativo no hinário, que busca formar a fé das gerações vindouras, Bringle explicou.

Esta foi a segunda vez que uma editora tentou alterar…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/o-que-faz-in-christ-alone-ser-aceito-e-polemico-entrevista-com-keith-getty.