O Que Precisamos Aprender Com a Igreja Primitiva

Tim Keller | March 14, 2017


06 de janeiro de 2017 

Muitos dizem que os cristãos que mantêm as doutrinas históricas e tradicionais sāo desatualizados, exclusivistas demais e estão “do lado errado da história”.

Dois livros recentes lançam dúvidas sobre este ponto de vista. São do historiador e estudioso bíblico Larry Hurtado: “Destroyer of the Gods: Early Christian Distinctiveness in the Roman World” [Destruidores dos Deuses: As Peculiaridades Cristãs no Mundo Romano] e “Why on Earth Did Anyone Become a Christian in the First Three Centuries?” [Por Que Cargas D'água Alguém se Tornou Cristão nos Três Primeiros Séculos?].

Os primeiros cristãos eram amplamente ridicularizados, especialmente por parte das elites culturais, eram excluídos dos círculos de influência e de negócios, e muitas vezes foram perseguidos e condenados à morte. Hurtado diz que as autoridades romanas eram excepcionalmente hostis a eles, em comparação a outros grupos religiosos. 

Por quê? A expectativa era de que as pessoas tivessem seus próprios deuses, mas que também estivessem dispostos a honrar a todos os outros deuses. Quase todos os lares, cidades, associações de classe, incluindo até mesmo o império, tinham seus deuses próprios. Nāo era possível ir a uma refeição numa grande casa ou a um evento público, sem a expectativa de…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/o-que-precisamos-aprender-com-a-igreja-primitiva.