Porque Não Podemos Ver Nossos Maiores Defeitos

Tim Keller | August 29, 2016


Em meu último artigo, escrevi sobre John Newton, um pastor do século XVIII que nos mostrou que a maioria dos cristãos vive com grandes falhas de caráter, que arruínam tanto a sua alegria quanto o seu testemunho cristão. Mas por que tantos cristãos vivem desta maneira?

Nossas virtudes naturais, que vêm do temperamento inato e da criação familiar — tais como talentos, aptidões e pontos fortes — são coisas boas. Mas cada uma tem um “lado escuro”. Pessoas com dons proféticos — claras em se expressar e muitas vezes ótimos preletores ou escritores — podem ter problemas para ouvir os outros e aceitar conselhos. Pessoas com dons sacerdotais — sensíveis, muitas vezes boas em ouvir, em aconselhar e em mostrar misericórdia — frequentemente podem estar preocupadas demais com fazer as pessoas felizes. Podem também se acovardarem ou serem excessivamente sensíveis à crítica. Uma pessoa generosa pode ser indisciplinada e irresponsável em questões financeiras. A sua generosidade é, então, uma faceta de seu caráter demasiadamente impulsivo.  

As virtudes e o temperamento têm um “lado escuro” correspondente porque eles se relacionam com os ídolos que dominam qualquer coração não preenchido com o evangelho da graça. Sem um conhecimento profundo do evangelho…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/por-que-naeo-podemos-pode-ver-nossos-maiores-defeitos.