Por Que Pastores Estão Deixando as Igrejas para Que Possam Pastorear?

Collin Hansen | March 16, 2016


Medindo-se objetivamente, Russ Ramsey se destacava como pastor. Como o pastor pregador de uma igreja em Nashville, ele tinha visto a congregação crescer de um culto a três em cinco anos. A frequência saltou de 180 para cerca de 700 pessoas. E Ramsey amava os desafios. A igreja era situada em um dos bairros mais badalados de Nashville. Estudantes da Universidade de Vanderbilt, que era próxima da igreja, misturaram-se com artistas urbanos para um culto semanal numa igreja de 1908 de tijolos brancos com um campanário. Não se poderia presumir quais seriam os padrões de voto. Não se poderia presumir maturidade espiritual. Não se poderia nem mesmo presumir as crenças mais básicas. Oportunidades para evangelismo e discipulado abundavam.

No entanto, quando no final do ano passado, Ramsey anunciou sua renúncia, isto foi como um choque para grande parte da congregação. Mas o motivo foi a surpresa maior. Ele não estava saindo porque ele já tinha outro emprego de ministro arranjado. Não estava saindo porque estava esgotado. Não estava saindo por causa de conflitos dentro da congregação. Estava saindo porque queria ser um pastor. Para que pudesse pregar, ensinar, escrever e aconselhar. Sua vocação não havia mudado. Mas as necessidades de…


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/por-que-pastores-estaeo-deixando-as-igrejas-para-que-possam-pastorear.