Solidamente Reformada, Surpreendentemente Pequena

Augustus Lopes | November 8, 2016


Aqui no Brasil, a maioria dos pastores reformados e conservadores têm pequenas congregações, de 80 a 120 membros. Este fato é bem conhecido e tem sido muitas vezes usado como crítica contra a doutrina reformada. 'Se a teologia reformada é tão bíblica e boa', eles dizem, 'por que seus pregadores e defensores não conseguem convencer as pessoas?' Por que tão poucos frequentam suas igrejas? E por que estas igrejas não conseguem crescer ou levar jovens a frequentar os seus cultos?

Conheço igrejas reformadas no Brasil que estão crescendo, que são dinâmicas, evangelísticas, focadas em missões e relativamente grandes. Mas são exceções. Por “pequenas igrejas” estou me referindo não só à dimensão, mas também à visão e ao envolvimento em evangelismo e missões. Tenho em mente igrejas que tem sido pequenas por muito tempo. Em alguns casos, elas estão até mesmo perdendo membros. Fico incomodado porque isso está acontecendo em um país onde milhões de pessoas estão se tornando “evangélicas”, onde há significativa liberdade de expressão e religião, e onde o solo é fértil e as portas estão abertas para a proclamação do evangelho.

Apesar de eu ser um pastor reformado, gostaria de fazer seis breves observações sobre esta tendência preocupante.


To read the rest of this article, visit http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/solidamente-reformada-surpreendentemente-pequena.